quinta-feira, 16 de abril de 2009

URUGUAI - PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Comecei a notar um sotaque espanhol entre os brasileiros, o português híbrido indicava a proximidade da fronteira, estávamos em Chui, primeiro cassino avistado no lado oposto da avenida que divide o Brasil da cidade uruguaia de Chuy, vento minuano soprando forte na noite enquanto caminhávamos na praia do Cassino, extremo sul brasileiro.
Fronteira
Em Chuí passamos à noite antes de seguir viagem, pasmem, um chalé gracioso custou 10 Reais por pessoa. Amanheceu, burocracia, câmbio, carta verde, seguimos viagem só no período da tarde.
Na província de Rocha em Castillos, alguns metros depois da rodovia alargar-se para dar lugar a uma pista de pouso para emergência avistamos a fortaleza de Santa Teresa, localizada no Parque Nacional de Santa Teresa.
Fortaleza de Santa Teresa
Monumento - Coronel Osório
O início da contrução se deu em 1762 por portugueses e brasileiros com o intuito de proteger o desfiladeiro de Angostura, vizinho ao monte de Castillos Grande. Quem comandou as obras foi o Coronel Tomas Luis Osório. Em 1828 a Fortaleza foi tomada pelo General Leonardo Oliveira, tornando-se uruguaia.
Vegetação natural preservada no parque.
Após conhecer a Fortaleza seguimos viagem, pradarias sem fim, os primeiros carros velhos, eles ainda rodam, é verdade! Horas de viagem até Punta del Leste, onde sobretudo a paisagem urbana muda drasticamente, Miami no UY, mansões, hotéis 5 estrelas, Mercedes, marina iluminada, restaurantes pitorescos, transatlânticos.
Carro Inglês no calçadão de Punta del Este
Aos meus olhos, mais uma cidade cenográfica criada para o turismo, contudo não posso negar sua beleza, sobretudo a do por no sol avistado no estuário da Prata. Tiramos fotos nas mãos do gigante que segura a América do Sul, escultura ícone da América Latina, caminhamos no calçadão, sentimos por instantes Punta del Este antes de seguir para Montevideo.
Fim de tarde - Punta del Este
Hora de jantar, comida cara de mais, e nem estávamos mais em Punta de Este, demoramos pra encontrar um lugar para comer, estávamos famintos e mal- humorados, no local em que jantamos a latinha de coca-cola custava R$5,50 ou 55 Pesos, abri mão da Coca- Cola, só assim mesmo.
De lá rumamos para o alojamento, localizado em Atlanta. Pra nossa surpresa o alojamento só abriria no dia seguinte, dormimos em um camping, no outro dia, (03/04) abertura do 12° Encontro de Geógrafos da América Latina e as primeiras impressões de Montevideo.

2 comentários:

  1. Eeeeee sssscaladoraaaaa...
    Massa essa tripizinha hein!!!???
    Show de bola, to curioso p ler o post sobre o congresso, rsrrs...e mais escaladas tb..
    bj Dani

    ResponderExcluir
  2. Nossa!
    Show de bola as fotinhas hein!
    Putz preciso dar uma mochilada no Uruguai he he he
    E o congresso, foi legal?
    bjs

    Parofes

    ResponderExcluir