quarta-feira, 21 de outubro de 2009

No BLOG, de novo.

Excluí o BLOG, deu saudade, recuperei meu diário de escaladas, diário de vida.

Quanto a mim? Escalando sempre, pior, costurando, meu objetivo ainda é a próxima chapeleta.
No mais, ainda estou uma pilha, dizem que o inferno astral passa depois do aniversário, que mentira! As coisas pioraram, passei mal no ultimo acampamento, uma gripe forte me derrubou, minha esperança era uma cadena, mas ela também não veio, escalei, escalei, e nada.
De presente ganhei febre, dor de garganta, tosse e um machucado no punho direito, o ossinho está mais saliente, fiz isso costurando, no desespero de travar pra puxar a corda. 
                     
Primavera chuvosa.
 Mais uma vez, vontade de jogar, corda e equipos  no lixo, aliás, minha sapatilha nova também é um lixo, não adere em nada, não vejo a hora de mandar pra ressola. Como diz minha parceira, estou parecendo menina mimada. Me contentando cada vez menos, querendo mais e mais, e não valorizando as pequenas conquistas. Aliás, por estes dias algumas características fortes e nada belas estão aflorando, ando mostrando meu lado arrogante, briguenta, mesmo com a Yoga já perdi a conta de quantas vezes eu tive vontade de pular no pescoço de várias pessoas, consegui contar até 10 pra não explodir, nem pular. Tensão pré defesa? Não! O gênio forte da Eliza.
                                             
                                                           

Mas chega de falar de coisas ruins, nesse tempo aconteceram coisas boas, terminei minha dissertação, fiz novas descobertas, a ultima delas foi mágica, sonhei encontrar lavas pahoehoe perfeitas, e em um dia, por acaso, fui plantar parreiras na chácara de um amigo e lá ...as lavas pahoehoe, derrame cordado, lindo, exatamente como els apareciam nos sonhos. Quase chorei de felicidade. Ando com uma amostra dessas na mochila, pareço criança com brinquedo novo. O acaso na minha pesquisa, sempre.
Na escalada, viajo duas vezes por mês a Ponta Grossa, onde escalo nos arenitos, as segundas rochas mais lindas do mundo, as primeiras são meus basaltos, embora pra escalar eu esteja preferindo os arenitos. Ahh eu nem havia falado da chuva, mas aqui está ela de novo. Quanta água!!! Por conta dessa chuvarada não escalo há semanas no setor aqui...
Bem, algumas fotinhos desse tempo que não postei. A primeira foto: Como Murphy não pode faltar na minha vida, eu sentei em cima da lagarta, doeu muito!!! A segunda, os indícios da primavera nos arenitos do Setor Macarrão em Ponta Grossa. A borboleta azul é do setor cascavel de Guarapuava, são muitas delas por lá.. As de escalada:  Na primeira imagem, eu malhando a passada reta da via das aranhas em Guarapuava, e a última imagem a via mango-pera no Setor Macarrão.






Nenhum comentário:

Postar um comentário