quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Os finais de tarde em Guarapuava - Cores

Não é a toa que o pintor Noruegues Alfredo Andersen ao sair de Paranaguá rumo ao interior do Estado pintou as lavadeiras, um retrato da vida do campo em meio as araucárias e a luminosidade peculiar dos locais com maior altitude. E é desta luminosidade que falo hoje, os pores do sol em Guarapuava. Pra quem nunca reparou, vale a pena. Selecionei algumas fotos do entardecer por aqui.
Fotos de Eliza Tratz e Agatha Tratz.


Foto: Agatha Tratz


3 comentários: