domingo, 15 de agosto de 2010

Os Cristais Gigantes de Naica







Depois de quase uma semana de repouso pós contaminação por salmonela, resultado de uma batata suíça sabor cavalo de tróia aqui estou, achando coisas pra fazer. Por isso, compartilho algumas imagens que recebi ainda na graduação complementadas com um vídeo. Esse material trata da Gruta de Naica, denominada ainda de Gruta dos Cristais Gigantes em vista do tamanho surreal de seus cristais de selenita. Localizada no Estado de Chihuahua no Norte do México a região é conhecida pela exploração principalmente de prata e zinco nos arredores da falha de Naica. Aliás, foi através destas atividades exploratórias que a gruta foi descoberta por mineradores no ano 2000 que surpreenderam-se com os cristais de até 14 metros de comprimento.


Fonte da imagem: http://www.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.akademifantasia.org/


Este local sem igual encontra-se a 300 metros de profundidade, por isso a temperatura local nas câmaras de vácuo, (onde localiza- se os cristais) podem ultrapassar  60°C com umidade relativa de 100%, o ambiente ideal para a formação dos cristais de selenita, uma variedade incolor da gipsita (CaSO4.2H2O) mineral comum a ambientes evaporíticos, onde a alta salinidade é lentamente evaporada permitindo então a formação de sulfatos, caso da selenita e de halóides presentes nos desertos de sal. No caso das selinitas da caverna a formação está atrelada a líquidos hidrotermais. Exceto as duas câmaras de vácuo o restante da caverna é constituído por rochas calcarias.
Fato que entristece é que em notícia recente a BBC mostrou que em função dos cristais de selenita não serem preciosos à gruta tem importância secundária por isso, quando a situação financeira da mina mudar as bombas de água serão retiradas e a caverna será novamente inundada.
Um videozinho do youtube sobre a caverna dos cristais gigantes, vale a pena!



Um comentário:

  1. Incrível!!!!Eu já havia recebido fotos dessa gruta mas vídeo ainda não conhecia.Quantas coisas "surreais" ainda encontraremos sob nossos pés e sobre nossas cabeças....esse Universo é surreal!

    ResponderExcluir