terça-feira, 1 de março de 2011

Caverna da Torrinha, Gruta Azul e Pratinha

No planalto Cárstico da Chapada

            Nem só de escalada é feita a Chapada Diamantina, eu como geógrafa curiosa  quis conhecer o Complexo Lapa Doce traduzindo, duas das grutas deste sistema, a Gruta Azul e Pratinha. Pra quem não sabe, estas grutas são esculpidas em rocha calcária da Formação Salitre há ainda sedimentos clásticos. Juntamente com o Sistema Torrinha (também visitado), o Complexo Lapa Doce compõe um dos maiores sítios espeleológicos do Brasil.
      Voltando no tempo: As rochas carbonáticas dessa região são indícios de que o sertão já foi mar, uma vez que a variação na litologia indica diferentes ambientes marinhos, de mar raso até zonas de talude de plataforma (CRUZ Jr e LAUREANO).  Outro indício de que esta área do sertão já foi mar é a grande concentração de foraminíferos na laje do Rio pratinha.
Importante frisar que as rochas calcárias é que tem origem marinha, estando às formas da região e característica das grutas atreladas também a processos posteriores aos marinhos, como por exemplo, influência de cursos de água, de alterações no clima e até mesmo de ambientes lacustres e abatimentos.
Bem, chega de geologuês, vamos às imagens! Primeiro as fotos da caverna da Torrinha (Sistema Torrinha) e depois Complexo Lapa Doce, Gruta Azul e Pratinha.

Caverna da Torrinha - Sistema Torrinha



       Fizemos o maior percurso da caverna, caminhando cerca de 2:30 no interior desta. O percurso é feito somente com guia  por um valor de R$ 17,00. Lembrando que, dos 22 Kms de caverna, apenas alguns podem ser visitados por determinação dos órgãos ambientais.

Agulhas de Gipsita. Há agulhas de até 75 cm.



Estalactites
 Foto: Eliza Tratz
- Eu vejo vulcões. 
Com que Freqüência?
 A todo instaste.
Maquete natural do Pai Inácio - Estalagmites.
 Flores de aragonita. Foto: Eliza Tratz

 Helectite com flor de aragonita - feição rara. 
Foto: Eliza Tratz
A água, e ausência dela desenhando - o que você vê? 
Depende da sua religião, alguns enxergam Cristo, outros o Bob Marley.
Eu prefiro apenas compreender o passado.

Gruta Azul - Sistema Lapa Doce

   Pagamos R$ 10,00 a entrada, incluso banho no Pratinha. Não é possível mergulhar na Gruta Azul. Pra quem deseja mergulhar ( flutuação) a pratica  é feita na Gruta do Pratinha, custa R$ 20,00, por alguns minutos em um trecho de 150 metros. O azul da gruta é mais intenso nos meses de inverno, sendo que no verão os melhores horários para a observação são das 14:30 às 15:00 horas, quando os raios de sol atingem com mais intensidade a gruta.

Gruta Azul - Foto: Eliza Tratz
 Foto - Malu

Horário de maior incidência de Sol, Foto Malu.


Pratinha - Sistema Lapa Doce



Fotos - Malu


Texto consultado:


LAUREANO, F.V; CRUZ, F.W Jr. Grutas de Iraquara (Iraquara, Seabra e Palmeiras), Bahia. Um dos principais sítios espeleológicos do país.In: Sítios Geológicos e paleontológicos do Brasil. Instituto de Geociências – Universidade de São Paulo











2 comentários:

  1. Saudações Eliza!
    Nooossa, é tudo lindo "de verdade"! hihi
    As imagens estão lindas e tenho certeza que foi um "prato cheio" pra ti e para os demais!

    Mas essa tal "helectite com flor de aragonita" é algo quase surreal!
    Beijos n'alma.

    ResponderExcluir